Daily Archives: Julho 23, 2009

Bolo mousse de chocolate

bolo1bolo2

Esta receita foi adaptada de «Os meus sabores»

Ingredientes:
6 ovos,
2oo g de chocolate em barra,
150 g de margarina (usei 100g de manteiga),
200 g de açúcar (usei 150g),
4 colh. sopa se farinha.

Derreter o chocolate com a margarina (usei o microondas em temperatura média: é preciso cuidado para não queimar).
Enquanto estes ingredientes derretem, batem-se as claras em castelo.
Batem-se as gemas com o açúcar até obter um creme fofo, que se adiciona ao chocolate derretido, batendo. Incorpora-se depois as claras em castelo e por fim a farinha.
Leva-se a cozer em forma redonda sem buraco previamente untada e polvilhada, por cerca de 20 minutos a uma temperatura de 180º.
Desenforma-se depois de frio.

Anúncios

Sopa de espinafres «especial»

Em dias frios e chuvosos nada apetece mais do que uma sopa. Fiz uma sopinha com um travo quente, mas muito, muito fácil.

Coloquei numa panela um molho de espinafres lavadinhos e partidos em pedaços, duas cebolas aos quartos e um bom bocado de abóbora cortada aos cubos. Cobre-se com água e tempera-se com sal e azeite. Quando os restantes ingredientes estavam quase cozidos, o segredo: uma colher de chá rasa de noz moscada e uma lata das pequenas de feijão-frade cozido (sem o molho, é claro!). É só deixar ferver mais uns minutos e passar tudinho na varinha mágica. O resultado é um creme macio e aromático, óptimo para este frio e para o nariz tapado com que meio mundo parece andar. Quem não quiser saber de dietas pode pôr um fiozinho de natas no prato.

Coxinhas de frango com cebola

Tira-se a pele a coxinhas de frango. Colocam-se num tabuleiro de ir ao forno. Cobrem-se com um pacote de sopa de cebola – sim, isso mesmo, assim em pó, e sem preparar antes a sopa – e rebolam-se um bocadinho para ficarem cobertas por todos os lados. Deita-se por cima um pacote de natas (magras para aliviar a consciência). Leva-se ao forno a 200º até estar bem douradinho (cerca de 50 minutos).

Sim, é mesmo só isto! Servi com o arroz basmati normal e teve sucesso aqui no doce lar… que cheira bem até agora.

Hambúrgueres caseiros

Hoje fiz uma coisa muito rara cá em casa – mas mesmo muito rara – batatas fritas e hambúrgueres. Mas claro que tinham que ser caseiros, que a concessão não vai assim tão longe. Ora aqui fica a receita.

Piquei um bom pedaço de carne de porco do lombelo – relativamente limpa de gordura e tenra – com uma cebola grande e temperos (pimenta, noz moscada, salsa, alho, sal), tudo ao mesmo tempo no robot de cozinha, até estar relativamente macio e homogéneo.

Pus num prato um bocadinho de pão ralado com alho e salsa. Depois, não podia ser mais fácil: é só formar bolas com a mistura de carne e achatá-las no prato de pao ralado, cobrindo-as dos dois lados.Ficam umas bolachas toscas, mas quanto a mim ficam com um aspecto mais interessante que os de compra.

Optei por fazer 4 hamburgueres bastante altos e grandes para o almoço e 6 pequeninos e mais finos que guardei para comer num pão com os acompanhamentos do costume (alface, tomate, ketchup, pickles, queijo, o que mais gostarem) ao jantar. Claro que os maiores têm que fritar em lume mais brando para cozerem por inteiro sem queimar por fora (como são de carne de porco, não convém que fiquem mal passados), enquanto os pequeninos podem fritar mais depressa.

Servi com batatas fritas (caseiras, nada de pré-fritas) e cornichons.

O namorido, que andava com desejos de hamburgueres ficou satisfeito, e eu sempre fugi ao McDonalds e sei o que estava no meu prato.

Bom apetite!
(nota: a foto não é minha… os hambúrgueres desapareceram antes de os fotografar. Tirada daqui)

Folar de Chaves

bola de carne

Esta já foi feita há uns meses…

A receita foi esta:
FOLAR DE CHAVES

Ingredientes:

(Para dois folares)

– 1 Dúzia de ovos caseiros

– 1 kg de farinha (55)

– 125 Gramas de manteiga

– Presunto de Chaves q.b.

– Linguiça caseira q.b.

– Salpicão caseiro q.b.

– Carne gorda de porco q.b.

– Uma chávena (de café) de azeite

– Fermento q.b.

– Sal grosso q.b.

(daqui)

Usei presunto (que achei que teria ficado melhor se tivesse sido previamente cozido em água sem sal para ficar mais macio e menos salgado), salpicão de carne, chouriço de carne, e umas febras que refoguei com um pouco de azeite e colorau. A massa fica muito saborosa.

Bolo de côco inventado

Para os anos do meu querido inventei um bolo de côco que ficou muito bom.
Bati 4 claras em castelo.
Noutra taça, bati as 4 gemas com 3/4 de chávena de açúcar. Acrescentei 1 chávena de côco ralado, 1 chávena de farinha, uma colherinha de fermento royal, 1/2 chávena de óleo vegetal, e 1 chávena de leite magro. Bati tudo, e incorporei as claras batidas. Foi ao forno em forma untada e enfarinhada a 200º.
Entretanto, fiz uma cobertura com leite condensado cozido, que derreti, e ao qual acrescentei uma colher de manteiga e algum côco ralado.
Depois de desenformado e barrado com a cobertura, ainda salpiquei com côco ralado, para ficar com um aspecto branquinho e nevado.
Ficou muito bom!

Clafoutis de Ameixa

clafoutis

clafoutis

Há um tempo atrás fomos a uma feirinha onde o infantário do nosso sobrinho estava representado numa barraquinha. Para ajudar, e porque estava muito barato, comprei uma saca de 2kg de ameixas vermelhas. Logo ali decidi que teria que fazer alguma sobremesa com as ameixas, senão iam estragar-se. Decidi-me por fazer um clafoutis, que tradicionalmente é feito com cerejas, mas muita gente o faz com outras frutas, com sucesso.

A receita original era:
700g de cerejas (com o caroço, que não se deve tirar)
300g de leite gordo
100ml de natas
4 ovos
4 colheres de açúcar
1 colher de chá de açúcar baunilhado
5 colheres de sopa de farinha
1 pitada de sal
manteiga para untar a forma

Eu troquei cerejas por ameixas, e leite gordo por leite magro, duplicando a receita porque tenho muitas ameixas para gastar.
Untam-se pratos de ir ao forno com manteiga, colocam-se as ameixas por cima (eu fiz um prato com as ameixas inteiras e outro com ameixas que descarocei). Batem-se todos os outros ingredientes, sem ordem específica. Fica bastante líquido, mas é mesmo assim. Verte-se sobre as ameixas e vai ao forno a 200ºC. Cerca de 35 minutos devem bastar.