Category Archives: Pães

O dia dos aproveitamentos de pão

Não, não foi desta que regressei ao blog em força…

Continuo morta de trabalho, mas como se poderá depreender, a dieta já era!

Antes do Natal comprei dois grandes cacetes de pão para rabanadas, que me esqueci de levar para casa dos meus pais. Assim, no regresso, deparei-me com uma grande quantidade de pão para aproveitar… Aqui vão duas das formas que usei para o fazer:

Mini-pizzas improvisadas:

Nem precisam de receita, pois não? Passei as fatias de pão seco por azeite aquecido com alho picado, barrei com um pouco de molho de tomate, salpiquei com queijo mozzarella ralado, oregãos e cobri com um pouco de fiambre de perú.

Pudim de pão de chocolate – Ingredientes:

* 18 fatias de pão * 410ml de leite * 400g natas * 3 gemas * 3 ovos inteiros * 100g de açúcar * 200g chocolate meio amargo, picado * 50g de chocolate de leite, picado * uma pitada de sal

Baseei-me nesta receita, com pequenas alterações. Ficou muito bom!

Anúncios

E aqui está o resultado

P1010087

Como podem ver, ficou uma piza alta e muito fofa… para quem gosta desta variedade (e não das de massa fina), é uma óptima alternativa.
Deu uma pizza muito grande. Apesar da altura, tem o tamanho do tabuleiro de forno. Essa fatia que aí se vê enche por completo um prato!
Para compensar, o recheio não é muito abundante. Uma vez esticada a massa, com a ajuda de semola de milho, polvilhei a pizza com um dente de alho finamente picado, muitos orégãos e um fio de azeite. Adicionei um pouco de tomate frito (que trouxe da última ida a Espanha, mas também se pode encontrar em Portugal nos supermercados Froiz), sem cobrir por completo a superfície. Coloquei um tomate fatiado fino, um punhado de azeitonas verdes, descaroçadas e fatiadas, um pouco de chouriço de carne de boa qualidade fatiado muito fino, e como não podia deixar, mozzarella ralada. Só para intensificar o sabor, polvilhei ligeiramente com pimenta.
Foi ao forno a 200º até estar com o aspecto que se pode ver!

Gostei tanto do resultado desta massa, que já estou a fazer uma receita completa para ir fazendo pão durante a semana, já que se pode guardar crua no frigorífico durante 10 dias. Vejam a explicação completa no link que indiquei no post anterior. Só espero que a taça que usei – a maior taça com tampa que tenho! – seja suficiente… a massa cresce tanto que tenho receio que transborde!

pizza… versão artisan bread

Estou a tentar a minha sorte com o afamado artisan bread, cuja receita retirei daqui.

Fiz metade desta receita:
Receita original:
1,5 colher (sopa) de fermento biológico seco
1,5 colher (sopa) de sal grosso
3 chávenas de água
6,5 chávenas de farinha de trigo

Só depois é que li até ao fim e encontrei esta versão, mais simpática do que andar a medir cups, no mesmo sítio…
Receita alterada:
1 colher (sopa) de fermento biológico seco
1 colher (sopa) de sal grosso
700ml de água
1kg de farinha de trigo T65

A massa fica mais mole e pegajosa do que na receita de massa de pizza que costumo usar, mas está a crescer muito bem. Resta provar depois de cozida.

Pizza!

P1000927

Esta foto já foi tirada há um tempinho, mas estava à espera de ser publicada.

Ingredientes:
250g de farinha
170g de água
1 colher de café rasa de sal (5g)
2 colheres de sopa de azeite
1 saqueta de fermento de pão desidratado

Preparação: Misture o ermento e a farinha numa tigela. Juntar os outros ingredientes. Bata 8 minutos à mão ou 6 min. com a batedeira. Forme uma bola e deixe levedar uma hora e meia dentro da tigela coberta com um pano.

A verdade, verdadinha, é que costumo fazer a massa de pizza a olho, amassando à mão… Mas a receita que serviu de aprendizagem a esse olho, é a que se reproduz acima!
Quanto a recheios: viva a pizza que nos permite uma escolha tão ampla.

Folar de Chaves

bola de carne

Esta já foi feita há uns meses…

A receita foi esta:
FOLAR DE CHAVES

Ingredientes:

(Para dois folares)

– 1 Dúzia de ovos caseiros

– 1 kg de farinha (55)

– 125 Gramas de manteiga

– Presunto de Chaves q.b.

– Linguiça caseira q.b.

– Salpicão caseiro q.b.

– Carne gorda de porco q.b.

– Uma chávena (de café) de azeite

– Fermento q.b.

– Sal grosso q.b.

(daqui)

Usei presunto (que achei que teria ficado melhor se tivesse sido previamente cozido em água sem sal para ficar mais macio e menos salgado), salpicão de carne, chouriço de carne, e umas febras que refoguei com um pouco de azeite e colorau. A massa fica muito saborosa.

Brioche na MFP

Vou colocar aqui no blog as receitas que já tinha no letras empoeiradas, perdidas no meio dos restantes conteúdos. Aqui fica a primeira…

Tenho feito todo o pão na máquina, mas andamos a deixar algum dele estragar-se. O pão feito em casa dura menos tempo sem secar ou ganhar bolor, precisamente porque não tem conservantes e coisas que tais.
Sabendo o quanto por aqui somos gulosos, achei que uma boa solução seria fazer um pão doce, que certamente não iria ter tempo de secar.
Tirei esta receita do verso de um pacotinho de fermento de pão desidratado.
1 colher de sopa de água,
5 ovos,
500 g farinha,
300g de manteiga cortada em pedacinhos,
60 g de açúcar,
1 saquinho de fermento de pão.

Ora, achando a dose de manteiga um abuso absoluto, e tendo naquele momento apenas 3 ovos em casa, adaptei a receita. Substituí os dois ovos em falta por meia chávena de leite magro. Pus um bocadinho de manteiga em pedaços – alguns 50g, a olho, e acrescentei outros 50g de óleo vegetal que sempre faz menos mal, e mesmo assim ficamos com 1/3 da gordura da receita original. Como apreciamos canela, juntei uma colher de chá de canela em pó.